JOVIÂNIA-GO

16690_293477497421844_1493955721_n                        admin-ajax

A história de Joviânia está ligada à Santa Padroeira Nossa Senhora D’Abadia. Conta-se que foi feito uma doação de terras em intenção da Santa Padroeira, por Antônio Miguel da Costa, homem devoto e religioso. Seu desejo era construir um vilarejo próximo a cidade de Goiatuba, que se encontrava a 49Km desta região.

Pelo interesse na construção do vilarejo, Antônio Miguel da Costa, fez florescer o sentimento nas pessoas que o rodeavam, despertando assim o amor pelo passado e pela história. Mais tarde, em meados do século XX, exatamente no ano de 1942, a força e a tenacidade de muitos, fez com que fosse fundado o povoado de Boa Vista, antes Pindaíba. Joaquim Gonçalves de Padua, Joviano Ferreira Barbosa (doador de uma gleba de terra à paróquia de N. Sª D’Abadia), Virgílio Serafim Tavares, a senhora Florsina Miquelina de Jesus viúva de Francisco Serafim de Carvalho e filha de Antônio Miguel da Costa, são considerados os verdadeiros fundadores de Joviânia, de acordo com dados fornecidos por pessoas residentes na cidade desde a sua fundação. Para felicidade de homens lutadores, em 1953, onze anos após a fundação do povoado de Boa Vista, através da Lei Municipal nº. 57 de 2 de dezembro de 1953, este foi elevado a categoria de Distrito deGoiatuba, com a denominação de Joviânia. Seis anos depois com a promulgação da Lei Estadual nº. 2.128 de 14 de novembro de 1.958, Joviânia ganhou sua emancipação desmembrando-se definitivamente de Goiatuba. Em 31 de dezembro de 1.958, por força de um decreto, foi instalado o Município e empossado o primeiro Prefeito Municipal, Sr. Ayron de Freitas Marques, em 18 de janeiro de 1.959, nomeado pelo Exmº. Governador do Estado José Ludovico de Almeida. Esteve presente neste ato o Deputado Estadual Nelson Siqueira representando o Governador do Estado. Pela Lei Estadual nº. 4.253 de 9 de novembro de 1.962 foi criado a Comarca de Joviânia, tendo como primeiro Juiz de Direito Caio Júlio de Bastos e o primeiro Promotor de Justiça Nilo Beneth.

Joviânia está localizada na Região Centro-Oeste, mais precisamente na Microrregião 015 – Meia Ponte, sua área é de 446,5 km² e está a 807 metros acima do nível do mar. O clima é agradável e a temperatura média anual é de 23 °C. Joviânia conta com uma população aproximada de 6.900 habitantes, (Densidade Demográfica 15,08 hab/km² IBGE censo 2000), dos quais 5.244 são eleitores (dados fornecidos pelo Cartório Eleitoral). Faz parte do Município o Povoado de Guarilândia, que se encontra a 12Km.

Faz limite com os seguintes Municípios: Ao Norte com Aloândia e Pontalina, ao Sul com Goiatuba, ao Leste Morrinhos e a Oeste com Vicentinópolis. Joviânia dista a 174 km da Capital que é Goiânia, sendo cortada pelas seguintes rodovias: GO-40 – Joviânia/Aloândia, GO-320 Goiatuba/Joviânia/Vicentinópolis/Edéia/Indiara/Paraúna e GO-423 – Joviânia/Venda Seca.

Joviânia é uma cidade como poucas no Estado de Goiás, possui belezas naturais como cachoeira do Taimbé com três lindas quedas, sendo ma primeira com 12 metros de altura e a última forma uma piscina natural de águas cristalinas. As áreas de lazer estão divididas entre as praças Joviano Ferreira Barbosa, 14 de Novembro e Moliana e o Clube Associação Atlética Banco do Brasil (AABB).

A festa de maior destaque no município é a Exposição Agro-pecuária, que é realizada todos os anos durante o mês de junho, onde são disputadas algumas provas tais como a do laço, montarias, e o torneio do gado leiteiro, incluindo a respeitadíssima “mesa da amargura”. No dia 14 de novembro às vésperas da Proclamação da República, Joviânia festeja sua emancipação política com desfiles estudantis e outros eventos e no mês de agosto é comemorada a festa da Padroeira da cidade Nossa Senhora D’Abadia e São Sebastião.